27 de julho de 2017

CAMÕES, O SUPER-HERÓI DA LÍNGUA PORTUGUESA, como nos conta Maria Alberta Menéres

O livro

Camões, o super-herói da língua portuguesa
por Maria Alberta Menéres



1.ª edição, Alfragide: Asa II, 2010.
Ilustrações de Fernanda Fragateiro e José Fragateiro. 



2.ª edição, Porto: Porto Ed., 2016.
Ilustrações de Tiago Albuquerque e Nádia Albuquerque.





Texto lido por Eugénia Melo e Castro no lançamento do livro, em Lisboa:


CAMÕES, O SUPER HERÓI DA LÍNGUA PORTUGUESA

de

MARIA ALBERTA MENÉRES


Desde criança que eu ouço a minha mãe dizer, sempre com um sorriso meio irónico, que “o melhor improviso é o mais bem ensaiado”.
Sempre resisti a isto heroicamente durante anos, até perceber que ela tem toda a razão!! Falar de improviso tem os seus encantos de espontaneidade, porém podem ficar muitas coisas por dizer, a emoção pode trair a memória do que se quer deixar dito exatamente........ ou então....... e em favor do improviso mal estudado, a exatidão pode também transformar-se numa grande conversa monocórdica............
Quando se trata de falar sobre a minha mãe, Maria Alberta Menéres, nenhum destes riscos pode acontecer.
Misteriosamente tudo aparece pronto, desenhado mentalmente e perfeitamente escrito, poeticamente inconfundível, como se  tratasse de uma viagem interna absolutamente solitária, que o é, a escrita, mas no seu caso sempre acompanhada de uma imaginação e de uma vivencia diária dessa imaginação, no caso dela, apenas única.
Este livro nasceu da sua experiencia pessoal com Camões, com a sua poesia, com o fascínio que a poesia de Camões teve e tem na sua vida pessoal e literária.
Durante anos percorreu escolas, caminhos, km e km de estrada, de noites e dias fora de casa, ao volante de um volante quase sempre solitário, numa aventura urgente de contar as suas aventuras aos seus alunos e leitores, sempre com o mesmo fascínio do momento das próprias aventuras vividas na sua realidade sempre tão pessoal !!
E são sempre  aventuras medonhas, terríveis, fantásticas, perigosas, e ao mesmo tempo ingénuas, imaginárias, poéticas, onde a realidade sempre se mistura de uma maneira totalmente única com a sua tal realidade.
Para a minha mãe, a realidade é a imaginação, o seu mundo é totalmente criado à parte e em outra dimensão.
Para se viver com ela essa é a regra número um para uma vida em harmonia.
O mundo interior de Maria Alberta Menéres sempre foi único, e eu, como filha, sempre fui fascinada com essa sua capacidade de enfrentar o mundo, sempre pelo lado maravilhoso  da poesia, da sedução das palavras e dos silêncios, entre os sons e os intervalos.
Claro que lá em casa ela nunca entrou na cozinha, e as poucas vezes que o fez foi um desastre. Não nasceu com esse dom doméstico da boa dona de casa, fama essa que sempre fez questão de alimentar e de manter bem acesa........ por outro lado, a sua timidez nunca a deixou mostrar ao mundo a sua voz sensacional de fadista, quem ouviu sabe que eu não estou a exagerar, era absolutamente genial, mas só cantava atrás de um biombo, escondida......... vestida a rigor, xailes de seda antigos, mas sair de trás do biombo, nem pensar......
A escrita sempre foi o seu elo com o mundo, e esta “saga” de escrever um livro sobre a vida de Camões começou já há alguns bons anos atrás.
Se Ulisses, seu herói contado e escrito, não sendo um herói nacional, era de tal forma entendido e adorado pelos nossos jovens, porque não contar a vida de Camões, um herói  nacional mais português impossível!!
Estava na hora de contar a história deste homem fantástico, igualmente guerreiro, igualmente aventureiro, poeta maior, “príncipe dos poetas”, como lhe chamaram, português, real , com uma vida pessoal intensa, rica em peripécias, e um prato cheio para conquistar a imaginação através da sua poesia, e transportar toda essa informação através de uma linguagem do mundo de hoje, tão povoada de super heróis !!
A obra máxima de Camões, Os Lusíadas, ao ser estudada pelos mesmos jovens, terá com certeza outro encanto e entendimento, depois de seduzidos pela pessoa de Camões, quem ele era, o que fazia, como foi a sua vida atribulada, os seus amores, as suas viagens, os seus infortúnios, a sua coragem, os seus feitos, o seu sentido de humor e de amor......
Maria Alberta Menéres pesquisou meses e meses todas as biografias possíveis sobre Camões, estudou, releu e releu a sua poesia, (a ponto de descobrir até duas leituras possíveis para um mesmo poema) facto inédito até então descoberto, ou seja,  entrou no seu mundo mais íntimo, tentou pensar com a cabeça de Camões através da sua obra.
E numa bela noite  escreveu este livro, princípio, meio e fim!!
Como é seu hábito, concluiu, descansou, enfiou numa das muitas gavetas mágicas lá de casa, e a vida continuou tranquila, e como tinha a sensação da obra concluída, o livro ali ficou pelo menos uns 4 anos.
Eu confesso que de vez em quando eu perguntava, mãe , e o Camões?????? Ela ria e dizia, sim sim tenho de o escrever, tal e coisa, está todo na minha cabeça. E lá continuava a sua vida, numa alegre correria constante.
É preciso contar aqui que a minha mãe escreve de noite, quando todos dormem ela acorda, o silencio, a solidão, e a noite, sempre a noite. É o seu momento especial. Este não é o seu primeiro livro escrito e guardado ao amanhecer numa tal gaveta secreta !!
Tenho a certeza que este não é o último livro perdido ou guardado, de vez em quando vou vasculhar as gavetas todas, mas o mais incrível é que ela inventa gavetas novas todos os dias.........  esconderijos.......
Um dia , há cerca de um ano, estávamos nessas missões eternas de encontrar uns papéis urgentes, eis que surge, escrito na sua imbatível e insubstituível máquina de escrever, o “Camões, o super-herói da língua portuguesa!!!
Depois foi todo o trabalho cujo resultado se vê aqui, a escolha dos ilustradores, Fernanda Fragateiro e José Fragateiro, cujos traços e desenhos correspondem exatamente ao sonhado pela minha mãe para este livro, para além da imensa admiração e amizade  que têm entre si.
Foi um trabalho de pós produção feito sem pressas, contámos com todo o apoio  incondicional do Vítor Silva Mota, e de toda a equipa da editora Asa, e agora o nosso super herói da língua portuguesa está à solta no mundo, tal qual Camões viveu, e sempre continuará a reviver, pelo mundo fora, tal qual Maria Alberta Menéres nos diz, no final do livro:

“enquanto houver no mundo quem leia, entenda e sinta a sua poesia...........”

Eugénia Melo e Castro

18 de maio de 2010
(Fonte: o blogue da escritora Maria Alberta Menéres).



Referências completas:

Camões, o super-herói da língua portuguesa / Maria Alberta Menéres; il. Fernanda Fragateiro, José Fragateiro. Alfragide: Asa II, 2010. – 92, [1] p.; il. (21cm); col. “Biblioteca Maria Alberta Menéres”;  ISBN 978-989-23-0815-9. /  2.ª ed., Porto: Porto Ed., 2016. – il. Tiago Albuquerque, Nádia Albuquerque. – 79 p.; il. (25cm); ISBN 978-972-0-72904-0.

A autora


Maria Alberta Menéres
 nasceu a 25.08.1930, em Vila Nova de Gaia.
*
É poetisa, ficcionista (conto, novela, narrativa de BD), dramaturga
E professora de Língua Portuguesa e História no ensino básico e secundário.
*
Verteu para português atual o texto integral da Peregrinação de Fernão Mendes Pinto
(1.ª ed., Lisboa: Afrodite, 1971. / 2.ª ed., 1975. / 3.ª ed., 1980.
Peregrinação & cartas. – e com glossário. Lisboa: Afrodite, 1989. / Lisboa: Relógio d’Água, 2001).
Deste livro editaram-se volumes especiais,
com textos inéditos de ensaístas e escritores portugueses,
integrados no Ciclo Comemorativo dos Descobrimentos Portugueses.
*
Publicou cerca de 7 dezenas de livros para crianças.
*
Curiosidade: é a mãe da cantora Eugénia Melo e Castro.
*
Recebeu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças, pelo conjunto da sua obra literária, em 1986.
*
Em 2010 lança publica o livro Camões, o Super Herói da Língua Portuguesa
“ com a intenção de ‘preparar e conquistar’ poeticamente as crianças
para o estudo e o entendimento de Luís de Camões,
 e da sua maior obra literária OS LUSÍADAS !” (Fonte: aqui)

* * *



Referências

  • Maria Alberta Menéres. – perfil oficial da escritora no Facebook.
  • PIRES, Maria da Natividade Pires; José António Gomes (2012) Menéres, Maria Alberta, in Quem é Quem, no site da DGLB.
  • Menéres, Maria Alberta, verbete biográfico da escritora, in Dicionário cronológico de autores portugueses, vol. V, Lisboa, 1998, revisto em agosto 2010, disponível no site da DGLB.