3 de junho de 2016

Receção crítica de Camões no Barroco - o caso de Estêvão Rodrigues de Castro, estudado por Rui Manuel Afonso Mateus


Rui Manuel Afonso Mateus

A recepção de Camões no barroco português: o caso de Estêvão Rodrigues de Castro

Lisboa, Col. “Manuais Universitários”, INCM, fev. 2012.

– Edição de tese de mestrado, Coimbra, 2003:



MATEUS, Rui Manuel Afonso (2003) A recepção de Camões no barroco português : o caso de Estêvão Rodrigues de Castro – [Texto policopiado] - tese de mestrado em Literatura Portuguesa. Coimbra : Univ. Coimbra, 2003.




Sinope do livro:
"É indiscutível que o impacto que a produção literária de Camões conheceu entre os seus contemporâneos e junto das gerações de poetas que se lhe seguiram assumiu proporções singulares no contexto das Letras nacionais.
O reconhecimento do valor inconfundível da sua escrita e da sua expressão artística teve no período barroco um dos seus momentos mais altos e férteis, sendo vasta a galeria de nomes cuja obra se faz eco de leituras deslumbradas dos textos camonianos. 
Este livro estuda o caso da recepção de Camões em Estêvão Rodrigues de Castro, um poeta da transição do Maneirismo para o Barroco a quem circunstâncias biográficas e de convívio cultural muito particulares permitiram uma assimilação muito própria e reveladora da herança do Poeta." (Fonte: site da INCM)

O original agora objeto de estudo:




CAMINHA, António Lourenço (1792) Obras ineditas de Aires Telles de Menezes e de Estevão Rodrigues de Castro, e de outros anonymos dos mais esclarecidos da litteratura portugueza, dadas à luz fielmente trasladadas dos seus antigos originaes / compil. Antonio Lourenço Caminha. - Lisboa : Off. Filippe José da França e Liz, 1792. - v. ; 20 cm. – [MENESES, Aires Teles de, O.F.M. 14---15--] 
Cópia digital, BNP.